© 2017 Centro Tratamento de Gaguez

Please reload

Posts Recentes

CTGaguez organiza formação em Gaguez Infantil com o Dr. Scott Yaruss (USA)

May 17, 2019

1/2
Please reload

Posts Em Destaque

Gaguez - Causas e o papel do Terapeuta da Fala no seu Tratamento.

April 26, 2017

O acompanhamento por um Terapeuta da Fala, poderá ajudar pessoas de qualquer idade, a falar de forma mais fluente, com menos luta, frustração e sobretudo, a comunicar de uma forma mais livre.

 
Para 1% da população mundial que gagueja, tarefas diárias como utilizar o telefone, pedir direções ou pedir comida num restaurante pode ser algo muito difícil.

 

A gaguez é ainda mais comum em crianças, estima-se que 4% das crianças atravessem uma fase em que se repete ou prolonga sons, ou fica “preso” quando tenta falar. De uma forma geral, a gaguez surge entre os 2 e 4 anos, depois de a criança já ter começado a falar. Tal como em muitas outras perturbações na criança, em 80% dos casos a gaguez desaparece pouco tempo depois.

 

Não sabemos ainda a causa concreta da gaguez, mas algumas das hipóteses que durante décadas foram utilizadas para a explicar caíram por terra.

 

O conceito comum de que a gaguez seria provocada por acontecimentos stressantes ou problemas psicológicos por resolver, não tem base cientifica. Esta teoria era popular no século XX, explorada inclusive no filme “O discurso do Rei” para explicar como o Rei George VI teria começada a gaguejar. Ainda nesta linha, estudos têm evidenciado que também não existem diferenças ao nível da ansiedade entre crianças que gaguejam e crianças fluentes. Demonstrando que os níveis de ansiedade e impacto psicológico, surgem com a convivência com gaguez. São consequência da gaguez e não a causa.

Ao mesmo tempo , investigações nas áreas da genética, neuro-imagem e coordenação motora têm vindo a dar cada vez maior suporte à teoria que a gaguez seria causada por um problema de integração dos “circuitos neurológicos”, que controlam a formulação da linguagem e que a transformam em suaves movimentos motores sincronizados. Dennis Drayna (reputado investigador da área da Genética) refere que algumas pessoas poderão estar predispostas geneticamente para gaguejar.

 

 

 A equipa de investigação da Universidade de Toronto, liderada por Luc de Nil, demonstrou através de vários estudos, que as pessoas que gaguejam apresentam resultados diferentes ao realizarem tarefas de execução motora. Assim como as investigadoras, Anne Smith e Cristine Weber-Fox ,demonstraram que as pessoas que gaguejam têm menor estabilidade na coordenação motora. Foram também registadas, ligeiras diferenças na forma como o cérebro processa a linguagem de quem gagueja.

 

Estas descobertas demonstram que a gaguez é uma perturbação da comunicação extremamente complexa, que combina predisposição genética com dificuldades na integração dos sistemas linguísticos e motor, o que poderá explicar a dificuldade em encontrar uma explicação sobre a causa da Gaguez.

A Gaguez pode ser um enorme handicap com impacto na socialização, no desempenho e vida escolar, nas ambições profissionais e até nas relações familiares. É por isso que é tão importante procurar uma terapia eficaz!